• Oipé

O Poder do RH 4.0 e seus desafios

Atualizado: 12 de Abr de 2019


O RH evoluiu bastante nos últimos anos, em especial pelo avanço da indústria 4.0. Com a mudança de um setor estritamente burocrático para uma área estratégica e digital, o setor passou a ser chamado de RH 4.0. Se o RH tradicional cuidava das rotinas de DP, garantindo que a relação empregado-empregador fosse bem-sucedida, o atual mira em questões estratégicas e cruciais ao negócio — e conta com tecnologia de ponta.

Um reflexo do novo setor é a inserção de tecnologias às rotinas de RH. Ao entrevistar 10 mil líderes, a Deloitte descobriu que 56% das empresas estão redesenhando seus processos para aproveitar ferramentas digitais.

Nos próximos tópicos, nos dedicamos a explicar o impacto do RH 4.0 para sua empresa e seus desafios. Acompanhe!


Quais os benefícios do RH 4.0


O RH tradicional tinha um papel secundário no cenário empresarial, ele oferecia suporte aos gestores na execução de certas atividades e estava envolvido nas tarefas burocráticas. Por outro lado, o RH 4.0 é protagonista e crucial ao sucesso do negócio. Ao modernizar as rotinas de gestão de pessoas, é possível ser mais assertivo, além de ganhar agilidade e qualidade.


As boas práticas de RH contribuem para a criar uma empresa, em média, 51% mais competitiva. Existem muitos outros benefícios relacionados, por exemplo:

● automação das tarefas repetitivas;

● atração e retenção de gente talentosa;

● maior produtividade no expediente;

● monitoramento dos indicadores-chave;

● melhor comunicação interna.

Outro benefício é que não há limites claros ao novo modelo de gestão de pessoas. É possível realizar seleções e entrevistas a distância, bem como treinamentos por meio de dispositivos móveis.


Quais são os desafios do RH 4.0?


Se por um lado a transição digital da gestão de pessoas é um grande benefício, por outro é um desafio que deve ser superado continuamente. Tudo muda muito rápido e os gestores precisam estar preparados. Para ter ideia dos desafios, de acordo com a consultoria McKinsey, até 2030, 800 milhões de empregos vão deixar de existir por conta da automação dos processos ou atividades. Cabe ao RH repensar sua força de trabalho — e deve fazer isso rápido. Entenda, agora, outros desafios:

● escassez de mão de obra qualificada;

● dificuldade na retenção de talentos;

● alta velocidade com que as mudanças acontecem;

● pouca margem para erros e problemas.


Outro desafio é que o RH 4.0 assume uma maior responsabilidade. Ele não é mais um setor coadjuvante, ele é estratégico e participa das reuniões com a alta administração. Logo, deve ser pensado estrategicamente.


Quais as tendências do RH Digital


Por fim, é preciso lembrar que muita coisa ainda vai mudar. Estima-se que 1/3 das equipes de RH já contam com algum tipo de Inteligência Artificial, mas logo esse número será muito maior. Na verdade, para cada etapa dos processos de RH, existem tecnologias de ponta que estão emergindo. De sistemas de análise de perfil comportamental até softwares de distribuição de holerite online, tudo pode ser feito por meios digitais, com maior agilidade e precisão e menor interferência dos especialistas em RH.


Agora você está por dentro do tema e conhece o poder do RH 4.0. Busque, também, novas formas de fazer gestão de pessoas e obter resultados fora do lugar-comum. Você verá que todo o negócio será beneficiado.


Gostou do nosso artigo? Então, siga nosso perfil no Facebook e no LinkedIn para acompanhar mais conteúdos como este e ficar sempre por dentro das nossas novidades.


Esperamos por você!



16 visualizações