Vamos dialogar sobre vieses inconscientes?

Quando Diversidade e Inclusão é um dos temas mais importantes do momento, dialogar sobre vieses inconscientes: suas origens, manifestações e principais impactos é imprescindível para tornar organizações mais preparadas para lidar com seus desafios.

Vieses são estereótipos aprendidos, automáticos, não intencionais, profundamente enraizados, universais e capazes de influenciar os nossos pensamentos, sentimentos e comportamentos.

Essa forma de pensar, sentir e agir é reflexo da nossa filogênia: herança do nosso cérebro primitivo e da nossa ontogênia: experiências individuais ao longo da nossa vida.

Estudos indicam que existem mais de 160 tipos de vieses inconscientes e, como costumo brincar, trabalho para uma vida! Achei super ilustrativo o mapeamento da TradeCraft e os flashcards que ajudam a aprender sobre vieses inconscientes de forma mais rápida e leve. Se preferir um mergulho mais profundo baseado na neurociência recomendo o livro Rápido e Devagar do Kahneman.

Dê uma olhada nos vieses mais comuns e tente lembrar de situações reais que você vivenciou nos últimos tempos. Alguns exemplos são: em promoções e demissões, nas avaliações de performance, na atribuição de mérito, lidando com reuniões improdutivas, na comunicação interpessoal que impacta engajamento e motivação, entre outras.

Efeito Halo: é a propensão de, a partir de uma só informação positiva ou agradável, ser muito mais propenso a avaliar positivamente o restante das informações, mesmo que não o sejam.
Efeito de grupo: é a tendência de seguir o comportamento do grupo para não desviar do padrão vigente. É bastante fácil lembrarmos de uma ou mais situações onde havia uma pessoa discordando de uma ideia ou decisão e, pela pressão inconsciente do grupo, ela convergiu para o que o grupo havia decidido.
Viés Confirmatório: é caracterizado pela disposição para procurar informações que confirmem nossas hipóteses iniciais e ignorar informações que coloquem em cheque nossas crenças.
Viés de Afinidade: é a tendência de avaliar melhor aqueles que se parecem conosco.
Viés de Percepção: ocorre quando as pessoas acreditam e reforçam estereótipos sem base concreta em fatos.

Conheça também seus próprios vieses com o TAI – Teste de Associação Implícita que identifica atitudes e preferências sobre determinado grupo de pessoas e suas diversidades. Saiba mais em Project Implict (fundado em 2005 a partir dos estudos de Tony Greenwald e Mahzarin R. Banaji).

E ainda sobre esse assunto, segue link do treinamento “Managing Bias” divulgado publicamente pela equipe do Facebook, com palestras sobre estereótipos, primeiras impressões, vieses e também ações de diversidade e inclusão. São vídeo aulas de 7-16 minutos. Sugiro em especial:

1.Stereotypes and Performance Bias, 2.Performance Attribution Bias, 3.Competence/Likeability Tradeoff Bias.

Conhecimento é um bom começo para combater os efeitos colaterais dos julgamentos mas é a auto reflexão constante, o diálogo aberto e a coragem de contrapor atitudes reprováveis que nos levará a real transformação.

E você como está lidando com isso em sua organização?

Um abraço

Camila

Fontes:

https://www.pwc.com.br/pt/publicacoes/servicos/assets/consultoria-negocios/2016/vieses-inconscientes-16.pdf

https://managingbias.fb.com

TAI: https://implicit.harvard.edu/implicit/brazil/

Rápido e Devagar Duas Formas de Pensar, Daniel Kahneman